Participe do projeto gen-t do Brasil, que vai mapear o genoma de 200 mil brasileiros e ajude a melhorar a saúde de todos!

Participar

Saiba mais sobre o Projeto gen-t do Brasil:

Por que participar?

Contamos com você para nos ajudar na construção do maior banco genético da América Latina.

bandeira do brasil

O que o Brasil tem a ganhar com isso:

Pela primeira vez, teremos dados sobre nossas pessoas que poderão beneficiar a saúde de TODOS os brasileiros

Entenderemos a diversidade e descobriremos nossa origem

Teremos uma plataforma de pesquisa para desenvolver diagnósticos e medicamentos mais precisos e eficientes

bandeira do brasil

O que você tem a ganhar com isso:

Você vai ajudar a levar a medicina de precisão para todos os brasileiros.

Realizará um check-up, com exames laboratoriais gratuitos, para verificar a sua saúde pelo menos a cada 12 meses, até o fim do projeto, que durará cinco anos.

Quer fazer parte?

Você tem nacionalidade brasileira? Tem 18 anos* ou mais? Então, vamos juntos descobrir o DNA do povo brasileiro! Para participar, escolha um centro médico parceiro da gen-t e agende os seus exames laboratoriais.

*Cada pesquisa realizada pelo Projeto gen-t do Brasil tem uma idade mínima como pré-requisito para participação, começando a partir de 18 anos. Verifique se você se enquadra na pesquisa que quer contribuir.

1

O primeiro passo é o mais importante: ler o Termo de Consentimento e, se estiver de acordo, assinar cada uma das páginas.

2

Em seguida, você terá que responder a um questionário com perguntas sobre a sua saúde e os seus hábitos. São perguntas simples, que precisam ser respondidas com muita atenção e sinceridade. Pode reservar pelo menos meia hora para essa tarefa.

3

Um enfermeiro fará um exame clínico, que incluirá medição da pressão arterial, da frequência cardíaca e da temperatura, além da checagem de peso, altura e tamanho da circunferência abdominal.

4

Uma amostra de seu sangue será coletada para a realização de exames laboratoriais e a obtenção do seu DNA. O seu material genético ficará guardado com a maior segurança.

5

Após a análise, você receberá por e-mail e SMS o resultado dos exames laboratoriais. Estes exames contém informações que possa ser úteis para você e seu médico.

6

Uma vez por ano você será convidado a fazer novos exames, para que os pesquisadores possam acompanhar a sua saúde.

Quem somos, de onde viemos e o que nos conecta.

mulher sorrindo

Realização

logo gent

Empresa que nasceu em 2021, a partir do encontro entre cientistas e investidores empenhados em incluir o povo brasileiro na era da Medicina de Precisão e, assim, criar condições para que todos possam se conhecer e exercer plenamente seu potencial transformador.

Parceiros

Logo Prefeitura de Vinhedo
Logo dr.consulta

Perguntas frequentes

Queremos que todos os participantes do programa sintam-se à vontade para esclarecerem quaisquer dúvidas. Para facilitar esse processo, elencamos as mais frequentes aqui.

É um projeto, liderado por cientistas, para mapear o DNA do brasileiro. O objetivo é entender como os fatores genéticos impactam a saúde da nossa população e, assim, desenvolver novas formas de detectar e tratar doenças. Esta pesquisa irá entender toda a diversidade da população brasileira e, com isso, criará um banco de dados para ajudar pesquisadores e empresas neste desafio de desenvolver uma medicina mais precisa e eficaz.

O gen-t do Brasil nasce a partir da ciência de que 80% do que conhecemos sobre genomas humanos vêm de populações brancas da Europa e dos Estados Unidos. A medicina genômica de hoje ainda carece de diversidade. E se tem uma característica com a qual o Brasil pode contribuir é a diversidade. Além disso, nós, brasileiros, merecemos saber quais são nossas raízes e quem somos.

O objetivo deste projeto é conhecer as variações genéticas presentes na população brasileira e identificar aquelas associadas a diferentes características da saúde. Buscamos, com esse cruzamento de dados, acelerar as descobertas das pesquisas em saúde e firmar parcerias com pesquisadores de universidades e empresas de todo o mundo, para que o conhecimento obtido com os dados do Projeto de Pesquisa gen-t do Brasil possa ser aplicado para a melhoria das condições de saúde.

No futuro, esta pesquisa vai permitir que todos os brasileiros consigam se beneficiar da medicina de precisão, ou seja, vamos saber o risco que temos de desenvolver doenças como diabetes ou Alzheimer e poder tomar medidas para preveni-las, por exemplo, adequar o estilo de vida. A partir deste conhecimento, vamos saber qual é o medicamento mais preciso para tratar cada doença. Quando estudamos genomas humanos, aprendemos sobre a biologia de como funcionamos, e esse conhecimento pode se traduzir no desenvolvimento de novos medicamentos, mais eficazes, mais específicos e mais inteligentes. E o melhor de tudo: este não é um benefício para o indivíduo, é um benefício para todos.

Nesta primeira etapa, o projeto busca brasileiros e brasileiras a partir de 45 anos. A inscrição será permitida a pacientes que tenham total compreensão do estudo e sejam capazes de ler e responder aos questionários.

É um projeto, liderado por cientistas, para mapear o DNA do brasileiro. O objetivo é entender como os fatores genéticos impactam a saúde da nossa população e, assim, desenvolver novas formas de detectar e tratar doenças. Esta pesquisa irá entender toda a diversidade da população brasileira e, com isso, criará um banco de dados para ajudar pesquisadores e empresas neste desafio de desenvolver uma medicina mais precisa e eficaz.

Provavelmente, levará muito tempo para analisar os dados de todos os participantes com precisão. Para acompanhar o progresso e ver se existem novos resultados, você poderá acessar o site do projeto de pesquisa gen-t do Brasil.

Seus dados estarão seguros! Adotaremos medidas técnicas e administrativas que visam a proteger os seus dados. Temos o compromisso de garantir que os dados sejam mantidos em sigilo e não sejam usados​ ​indevidamente. Assim, em cumprimento à Lei Geral de Proteção de Dados e às nossas políticas, seus dados serão armazenados em bancos de dados com acesso controlado. Entre as medidas que adotaremos para manter a confidencialidade de suas informações, destacamos: removeremos identificadores pessoais, como nome e data de nascimento; seus dados pessoais serão separados; todas as informações serão codificadas; e medidas de segurança rigorosas impedirão o acesso não autorizado ou o uso indevido das suas informações.

Sim. Participando da pesquisa, você saberá mais sobre sua saúde e terá em mãos suas informações genéticas. Além disso, durante cinco anos, será acompanhado por uma equipe médica, que fará exames anuais. Mas o maior benefício do projeto será coletivo, para TODOS os brasileiros e brasileiras, pois os dados vão ajudar os pesquisadores a encontrar melhores maneiras de manter as pessoas saudáveis, seja com a busca de exames mais eficazes, seja com tratamentos para diferentes doenças.

Ao longo do estudo, pediremos que você preencha um questionário sobre seu estilo de vida, informando sobre sua saúde. Verificaremos seu peso, altura, pressão arterial, temperatura e frequência cardíaca. Também solicitaremos a coleta de amostras de sangue para análise de exames laboratoriais e sequenciamento genético. De tempos em tempos, podemos enviar novos questionários ou solicitar outras informações sobre sua saúde.

Porque a probabilidade de pessoas nessa idade terem questões de saúde é maior. Como o estudo quer relacionar a informação genética com o risco de desenvolver doenças, o ideal é fazer a pesquisa em pessoas com mais idade. Se fizéssemos o mapeamento do DNA de pessoas mais jovens, poderia demorar 20 anos para obter respostas que, com um público de mais idade, podem vir mais rapidamente.

Nesta primeira etapa, o projeto busca brasileiros e brasileiras a partir de 45 anos. A inscrição será permitida a pacientes que tenham total compreensão do estudo e sejam capazes de ler e responder aos questionários.

No futuro, esta pesquisa vai permitir que todos os brasileiros consigam se beneficiar da medicina de precisão, ou seja, vamos saber o risco que temos de desenvolver doenças como diabetes ou Alzheimer e poder tomar medidas para preveni-las, por exemplo, adequar o estilo de vida. A partir deste conhecimento, vamos saber qual é o medicamento mais preciso para tratar cada doença. Quando estudamos genomas humanos, aprendemos sobre a biologia de como funcionamos, e esse conhecimento pode se traduzir no desenvolvimento de novos medicamentos, mais eficazes, mais específicos e mais inteligentes. E o melhor de tudo: este não é um benefício para o indivíduo, é um benefício para todos.

O objetivo deste projeto é conhecer as variações genéticas presentes na população brasileira e identificar aquelas associadas a diferentes características da saúde. Buscamos, com esse cruzamento de dados, acelerar as descobertas das pesquisas em saúde e firmar parcerias com pesquisadores de universidades e empresas de todo o mundo, para que o conhecimento obtido com os dados do Projeto de Pesquisa gen-t do Brasil possa ser aplicado para a melhoria das condições de saúde.

O gen-t do Brasil nasce a partir da ciência de que 80% do que conhecemos sobre genomas humanos vêm de populações brancas da Europa e dos Estados Unidos. A medicina genômica de hoje ainda carece de diversidade. E se tem uma característica com a qual o Brasil pode contribuir é a diversidade. Além disso, nós, brasileiros, merecemos saber quais são nossas raízes e quem somos.

Se você é brasileiro(a) e tem 18 anos ou mais, pode participar do projeto gen-t do Brasil! Basta acessar o site gen-t.science/projeto-gent-do-brasil/, clicar no botão “Participar” e procurar o centro médico mais próximo de você para agendar os seus exames laboratoriais.

Estão liderando este projeto as pesquisadoras Lygia da Veiga Pereira, geneticista, doutora em Ciências Biomédicas pelo Mount Sinai Graduate School, professora titular de Genética Humana na Universidade de São Paulo, membro da Diretoria da Sociedade Internacional de Pesquisa em Células-Tronco e criadora da primeira linhagem de células-tronco embrionárias desenvolvidas no Brasil; Tábita Hünemeier, doutora em Genética pela Universidade Federal do Rio Grande de Sul, professora na Universidade de São Paulo, coordenadora do Projeto Diversidade Genômica dos Nativos Americanos e pesquisadora permanente do CANDELA (Consórcio para a Análise da Diversidade e Evolução na América Latina); e Alexandre Pereira, médico cardiologista e doutor em Genética Molecular pela Universidade de São Paulo, que participou como pesquisador associado em diversos estudos genéticos de referência na população brasileira. Além deles, o projeto conta com uma equipe de grande experiência nas áreas de pesquisa clínica, genética e desenvolvimento de projetos.

Sim. As amostras serão guardadas em um biorrepositório, instalado na gen-t, única e exclusivamente para este estudo. Qualquer utilização futura das amostras, ou mudança, será informada e deverá ser autorizada por você. Também será necessária nova aprovação de um Comitê de Ética.

Sim. Os projetos de pesquisa clínica só podem ser iniciados após a sua aprovação por algum Comitê de Ética em Pesquisa. O projeto gen-t do Brasil foi aprovado pela Comissão Nacional de Ética em Pesquisa (CONEP).

Informações pessoais, como seu nome, endereço e outras que possam lhe identificar facilmente, serão removidas de todos os dados. As amostras serão identificadas com codificações apenas. Os dados de saúde e os genéticos ANONIMIZADOS poderão ser utilizados por entidades com e sem fins lucrativos em pesquisas para o desenvolvimento de novos métodos diagnósticos e tratamentos para diferentes doenças.

Sim. Você poderá desistir de participar do estudo a qualquer momento, sem qualquer prejuízo.

Não. Sua participação é voluntária e você não receberá remuneração por isso. Porém, para toda e qualquer visita exclusivamente relacionada aos procedimentos do estudo, você terá direito a reembolso referente aos gastos de transporte, quando necessário.

Este benefício não está diretamente ligado ao estudo, mas a descoberta de uma doença genética pode trazer um alerta e, consequentemente, os familiares poderão investigá-la também. Além disso, por meio de novas descobertas, a pesquisa permitirá o desenvolvimento de tratamentos mais efetivos para diferentes doenças.

Não. Este projeto não tem a intenção de comparar exames de DNA para determinar a paternidade de nenhuma pessoa. As amostras serão usadas para entender a nossa diversidade genética.

Você não terá um resultado para seu teste genético. Entretanto, no decorrer do estudo, você receberá informações interessantes, como, por exemplo, dados de sua ancestralidade.

Os exames laboratoriais que serão realizados no decorrer do estudo podem trazer achados importantes para prevenção ou mesmo identificação de doenças. Levará um certo tempo para o projeto chegar aos resultados finais, que serão úteis para o diagnóstico médico. No entanto, as descobertas resultantes da sua participação no projeto poderão ajudar você, seus familiares e outras pessoas no futuro.

Sim, desde que tenham 45 anos ou mais, sejam brasileiras, tenham total compreensão do estudo e sejam capazes de responder aos questionários.

Você poderá escolher se vai querer receber esse tipo de resultado. Ao preencher o termo de consentimento, você informará se quer ou não ser informado.

Os órgãos que regulam a pesquisa clínica e a legislação em saúde são extremamente rígidos e visam, em primeiro lugar, aos direitos do participante da pesquisa e à sua proteção. O Conselho Nacional de Saúde (CNS) aprova as diretrizes e normas regulamentadoras de pesquisas com seres humanos. Também, considerando os princípios básicos para a apreciação ética dos protocolos de pesquisa, o CNS criou os Comitês de Ética em Pesquisa (CEP) e a Comissão Nacional de Ética em Pesquisa (CONEP). Assim, toda e qualquer movimentação do material biológico é rastreada.

Não. O projeto não inclui o tratamento das doenças que possam ser detectadas, mas ter essa informação com antecedência, certamente, irá ajudar no tratamento.

Oferecemos materiais gratuitos para download, para ajudar a entender o programa.

Entre em contato com nossa equipe técnica, por telefone, 11 3164 1006 e 11 3164 1114, ou pelo Fale Conosco: https://gen-t.science/contato .
Participar